11 janeiro | Conversa sobre O Jornalismo na
11 janeiro | Conversa sobre O Jornalismo na

11 janeiro | Conversa sobre O Jornalismo na Atualidade | Comemorações dos 100 anos de Piteira Santos

Escrito por Câmara Municipal da Amadora

Comemoram-se este mês os 100 anos de Fernando Piteira Santos (1918-1992), personalidade de relevo da vida política e cultural portuguesa do séc. XX e a quem o município da Amadora homenageou dando o seu nome à nova Biblioteca.

Para o recordarmos, e assinalar essa importante data, a Biblioteca Municipal organiza duas sessões com individualidades que o conheceram e que nos trazem a sua memória e as suas possíveis discussões, pensamentos e agitações.

No dia 11 de janeiro, pelas 18h30, José Carlos de Vasconcelos, diretor do “Jornal de Letras” e Ana Sá Lopes, diretora-adjunta do Jornal “I, estarão juntos na biblioteca para uma conversa sobre o jornalismo na atualidade, o papel da imprensa na sociedade, antes e hoje, com a moderação do professor Paulo Sucena.

Dia 23 de janeiro, à mesma hora, a conversa será com Manuel Alegre e José Carlos de Vasconcelos, que com Piteira Santos conviveram e partilharam momentos importantes da sua vida. Participarão ainda Maria Antónia Fiadeiro, sua enteada, que trará a perspetiva pessoal desse grande homem e Susana Martins, que investigou a sua vertente pública de homem político. A moderar este encontro estará Alcino Pedrosa.

Entrada livre.

 

Biografia (resumida)| Fernando António Piteira Santos
Fernando Piteira Santos, nascido a 23 de janeiro de 1918 na Amadora onde residiu até aos 39 anos, foi uma personalidade de destaque na vida política e cultural portuguesa. Preso por diversas vezes, integrou diversos movimentos e foi dirigente do PCP nos anos 40. Participou em 1962 no falhado Golpe de Beja contra a ditadura o que o obrigou ao exílio em Argel. Regressou a Portugal em 1974.
Foi professor no Departamento de História da Faculdade de Letras de Lisboa entre 1974 e 1988 e diretor-adjunto do “Diário de Lisboa” entre 1976 e 1989. Teve colaboração dispersa na generalidade da Imprensa, antes e depois do 25 de Abril.
É autor de “Geografia e Economia da revolução de 1820”; “Raul Proença e a Alma Nacional”; “História das Doutrinas Económicas” com o pseudónimo Arthur Taylor, entre outros ensaios publicados em revistas e publicações coletivas.
À atividade política dedicou toda a sua vida, sempre marcada por uma vertente cultural que o leva a afirmar: “A pátria é um território cultural”.

Biografia completa aqui.

Consulte o cartaz abaixo:

Comemorações dos 100 anos de Piteira Santos | 11 e 23 janeiro

Biblioteca Municipal Fernando Piteira Santos
Av. Conde Castro Guimarães, Nº 6 – Venteira
Telefone: 214 369 054
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
GPS: 38.752483, -9.2337572

Para podermos satisfazer melhor os nossos ouvintes, este site utiliza cookies. Ao continuar a navegação, o utilizador está a concordar com os mesmos. Ler declaração de privacidade