Amadora distinguiu melhores atletas de 2017

Escrito por Câmara Municipal da Amadora

Decorreu no dia 13 de dezembro a 3.ª edição da Gala do Desporto, iniciativa que pretende distinguir e premiar os agentes desportivos locais com percursos e resultados desportivos de mérito e dignos de destaque no ano de 2017, conforme lembrou a Presidente da Câmara Municipal da Amadora. "O vosso mérito é a razão de nos encontrarmos aqui hoje. Para a cidade da Amadora, esta gala é a forma da nossa cidade dizer que é possível atingir o topo, quando o esforço e a dedicação se superam." Para Carla Tavares, "a Amadora pode ser pequena em tamanho, mas é gigante em talento. E é do esforço dos atletas e da sabedoria dos treinadores, que se conseguem atingir os resultados."

Foram atribuídos os seguintes prémios: 82 Diplomas de Mérito Amadora Desporto - a atribuir a títulos de campeão regional, 52 Troféus Amadora Desporto - a atribuir a títulos nacionais ou internacionais e 6 Troféus de Distinção Amadora Desporto – os vencedores foram, nas respetivas categorias:

Esperança Feminina 2017 - Beatriz Sequeira (Campeã Nacional e Vice Campeã Europeia de Pentatlo Moderno)
Esperança Masculina 2017 - Duate Taleiga (Campeão Nacional e Campeão Europeu de Pentatlo Moderno)
Atleta Feminina 2017 - Eugénia Ribeiro (Campeã Mundial de Lazer Run), Atleta Masculino 2017 - Eusébio Camacho (Campeão Europeu de Biatlo e Pódio Europeu em Pentatlo Moderno)
Equipa 2017 - Equipa de Juniores de Futsal do Clube Atlético de São Brás (Subida de Divisão)
Treinador 2017 - Edison Madureira (2 Campeonatos do Mundo de Lazer Run)

Foram ainda homenageadas duas figuras de destaque, com ligação à cidade da Amadora, a saber: Fernando Santos (selecionador nacional de futebol) e Simão Morgado (ex-nadador), que não deixaram de relembrar a forte marca que a passagem pela Amadora imprimiu nas suas carreiras.

Simão Morgado lembra o ano em que chegou ao Clube de Natação da Amadora sem expressão na competição, mas que "com muito trabalho e dedicação conseguiu chegar ao topo, que é onde se mantém".

Já o selecionador nacional de futebol, lembra que o convite para treinar o Estrela da Amadora surgiu numa altura em que pensava deixar o futebol e dedicar-se à engenharia. "O que é certo, é que, passados 4 anos" - e após ter levado o clube da Amadora ao mais alto lugar da classificação da 1.ª Divisão - "estava a treinar o F.C. do Porto e hoje estou aqui como Campeão Europeu de futebol". E é por isso que "muito devo a esta cidade, na qual tenho também ligações familiares", reforçou Fernando Santos.

Para podermos satisfazer melhor os nossos ouvintes, este site utiliza cookies. Ao continuar a navegação, o utilizador está a concordar com os mesmos. Ler declaração de privacidade